Hoje é dia da mentira mas o que vou escrever aqui é tudo verdade. Prometo.

Engraçado esse negócio de fazer promessas. Eu já ouvi mais de uma vez que a coisa mais valiosa que uma pessoa tem na vida é a sua palavra. Também acho. Já pararam pra pensar quantas vezes a gente mente pra nós mesmos?

promessas

Já cheguei a ver até alguns estudos que dizem que não podemos enganar o nosso cérebro. Por princípio, se a gente pensar “vou levantar o braço”, devemos levantar o braço. Se fizermos isso com tudo, ou seja, coisas mais difíceis como “não vou comer chocolate essa semana” e cumprir, dizem que isso tem um benefício enorme em conseguir coisas importantes na nossa vida.

Tem um outro estudo que diz que você precisa de 21 dias para mudar seus hábitos. Que depois desses 21 dias, você se acostuma e treina seu cérebro pra isso.

Pois bem. Baseada nisso, decidi que abril vai ser um mês diferente pra mim.

Fiz uma listinha de coisas que vou fazer diferente neste mês – inspirada pelo fato de que meu namorado vai viajar muito a trabalho este mês e minha melhor amiga também vai tirar férias e ficar fora – o que vai me ajudar a cumprir com minhas novas metas.

A seguir:

Captura de Tela 2014-04-01 às 11.01.02

Acordar todos os dias às 8h. Inclusive no final de semana. Já li infinitas matérias sobre o quanto é importante ter um sono frequente com o mesmo horário de dormir e acordar. Eu sempre tive um sono caótico além de ser total #teamnoite). Como sou dona do meu próprio negócio, não preciso chegar no escritório no mesmo horário, posso trabalhar de casa avonts e isso acaba prejudicando essa rotina de ter que estar em um lugar tal hora e por consequência dormir e acordar no mesmo horário.

Como vou resolver isso? Meu namorado acorda todo dia no mesmo horário e eu tenho dormido com ele a maioria dos dias até conseguir regular o meu. Já comecei semana passada e está sendo ótimo. Ah, dois baldes de café pela manhã também ajudam. ;) Cortei o vício de ficar olhando Instagram na cama porque isso tira MUITO o sono. Descobri que TV dá muito sono também. Principalmente filmes chatos.

Captura de Tela 2014-04-01 às 11.02.13

– Malhar as much as possible (o quanto puder). Estou com uma frequência de academia de 3 x por semana, sendo que não estou fazendo musculação direito. Só corrida na esteira mesmo. A meta é aumentar isso pra 4 a 5 x por semana e o máximo que puder. A ideia é entrar naquele mood de viciado em atividade física (que eu já tive) e só tem a acrescentar na sua vida. Energia gera energia, melhora a saúde, postura, etc, enfim, não preciso nem falar todas as vantagens disso.

Como vou resolver isso? Parando de dar desculpinhas e grudar naquela frase “a melhor hora pra treinar é a hora que dá”.

Captura de Tela 2014-04-01 às 11.06.18

– Cortar o álcool e as refeições lixo de final de semana. Eu como bem direitinho de segunda à sexta – até a hora do almoço. Mas – vira e mexe aparece um evento (ontem por exemplo, em plena segunda-feira, teve SPFW e como consequência sempre tem  uns drinks.) Mas o problema mesmo é sexta à noite. Aí começa a folia de bar, balada, restaurante, junkie assistindo filme e assim vai. Ou seja. Todo o esforço da semana é perdido, sem contar que você gasta muito mais (o que é parte do próximo tema).

Como vou resolver isso? Simples. Tomando vergonha na cara e parando de ser gulosa. Um dos problemas de não beber na rua é a pressão social. Fica todo mundo na sua orelha: não acredito que você não vai beber! Pra isso tenho dois truques: 1) pegar um copo alto de guaraná zero com gelo pro povo pensar que é vodka com energético ou um copo baixo pra pensar que é whisky (que é o que eu geralmente tomo). Ou tomar Red Bull Zero com gelo, aí ninguém sabe o que tem também. 2) Saindo de carro ao invés de taxi . Todo mundo respeita o fato de que você não vai beber por conta da lei seca.

Captura de Tela 2014-04-01 às 11.07.14

– Economizar. É. Difícil assumir isso mas eu tive um bom diálogo com meu pai (apesar do blá que ele me deu a vida inteira) de que eu gasto demais com bobagem. Pois é. Nasci mulher e vaidosa. Gosto de toda essa parafernalia de roupa-sapato-acessório-maquiagem-hidratação-progressiva-salão-toda-semana e lá vai. Fato é que eu não preciso comprar absolutamente mais nada pra viver e a vida em SP já é bem das caras.  Eu moro sozinha e arco com 100% das minhas contas, logo, já tenho gasto suficiente só pra viver aqui (como aluguel, gasolina, alimentação, seguro e afins). Mas, em questão de compras, tudo o que eu quero neste momento é supérfluo. Então eu decidi ser uma pessoa mais consciente e econômica.

Como vou resolver isso? Algumas coisas eu já estou fazendo como levar almoço no trabalho, uma vez que na região do meu escritório só tem restaurante que é kilo zero saudável, tudo frito e saladas feias ou extremamente caro. Ou seja, ou eu almoço no japa e gasto 40 reais ou eu levo minha comida healthy e do bem. Já tenho levado almoço vários dias ou quando não tem nada em casa pra levar eu dou uma corridinha no supermercado e compro as coisas do almoço. Descobri que o tempo é o mesmo de ir num restaurante, sentar, esperar, comer e pagar. Entre outras economias, parar de jantar fora durante semana, não comprar mais inutilidades como sapatos roupas maquiagem e afins, etc.

Captura de Tela 2014-04-01 às 11.08.59

– Ler menos porcaria online. Como trabalho com redes sociais, eu preciso estar ciente de tudo que as pessoas postagem nas redes, incluindo os bloguetes influenciadores celebs e afins. Pode parecer legal ficar olhando “o face”o dia todo, e lendo blogs de moda etc, mas essa enxurrada de conteúdo “social” tem dois efeitos: 1) você começa a achar que as pessoas são doidas, do mal e negativas (quem sabe são mesmo, mas não quero acreditar nisso). 2) desperta em você uma crise consumista maior ainda, pelo festival de coisas legais bonitas e incríveis que estão passando na sua tela. Sendo assim – apesar do meu trabalho – decidi me policiar e passar menos tempo vendo esse tipo de conteúdo.

Como vou resolver isso? Consumindo mais portais de notícias, matérias de cunho cultural, vendo filmes e seriados que não incentivam consumo (tipo GIRLS e House of Cards), lendo mais livros e olhando instagram, pinterest e blogs frufrus APENAS 2 x por semana.

Algo mais? Já tá bom vai…rs ;)

Captura de Tela 2014-04-01 às 11.03.42

Bom, este vai ser o meu abril. Espero que os hábitos que eu criar neste mês tragam bons frutos que eu leve para os próximos meses. Parece meio xiita mudar tanta coisa em tão pouco tempo mas eu vou tentar. Até porque eu meio que estou tentando essas coisas há um tempo e tenho progredido.

Vou postar aqui no blog o que eu andei aprontando e outras dicas de como conseguir os seus novos objetivos, mudar seus hábitos e não derrapar mesmo na TPM, quando alguém te irrita – aquelas desculpinhas básicas que a gente sempre dá.

Sorte a todos nós!

Érica Hans

 

 

 

escrito por
erica
Erica Hans tem 30 anos e quer que todo mundo seja feliz. Além disso, é sócia/diretora da Social Media St..
01/04/2014

comentários
diga alguma coisa