sonhos

Manter a palavra é bem mais difícil do que a progressiva, concordam?

Lá em 2003, quando eu morava nos EUA, em uma das minhas andanças pela biblioteca da escola, achei um livro chamado  “Get Off Your “But” – How to End Self-Sabotage and Stand Up for Yourself”, no português: “Se livrando dos seus mas… como parar de se autosabotar e focar em você mesmo” (tradução livre).  O título me chamou atenção e resolvi ler.

Uma das principais lições do livro foi essa: temos que fugir dessa palavra MAS, que nada mais é que uma maldita desculpa que damos para não fazer o que precisamos.

Exemplo?

Eu ia correr na rua, mas vai chover.

Eu ia estudar hoje, mas estou cansado.

Eu queria pedir desculpas pra fulano, mas não tenho coragem.

Eu queria mudar de emprego, mas tenho medo de ficar sem grana.

Repare que em tudo que falamos que desejamos cumprir, sempre temos um MAS para justificar o porquê não vamos fazer. 

A minha pergunta é: se você quer mesmo algo, porque colocar o MAS na frente? Então você não quer, certo?

Errado. Muitos dos nossos desejos nos atormentam dia após dia, para não falar por extensas noites de insônia. Mas sempre temos um mas para tudo… 

Tentando encontrar respostas para isso, já li diversos artigos dizendo que quando nos livramos do MAS e resolvemos começar a fazer, independente da nossa desculpa, a energia flui, entramos no “mood” e conseguimos.

Um exemplo bem tonto é quando você está morto de sono e vai para a academia mesmo assim. Quando você chega lá, após uns 10 minutos de esforço, você entra na pilha e sai de lá super satisfeito e até menos cansado.

Quando você começa a fazer o projeto, apresentação ou senta para estudar, em questão de pouco tempo as desculpas vão embora e você embala naquilo. Quando percebe, horas se passaram. Quando finalmente troca de emprego, uma energia e empolgação que não existia surge de repente.

É preciso ter consciência e se observar enquanto você se sabota com desculpas que muitas vezes não tem fundamento.

Faça o teste:

Pare por um segundo e se pergunte por que você ainda não fez tais coisas que gostaria. Você vai descobrir que tem os “MAS” na ponta da língua. 

A segunda parte é livrar se dessas desculpas e começar a fazer.

* Que desculpas você dá para não fazer o que precisa? Conte nos comentários.

escrito por
erica
Erica Hans tem 30 anos e quer que todo mundo seja feliz. Além disso, é sócia/diretora da Social Media St..
Veja Mais Posts sobre
28/10/2014

comentários
diga alguma coisa