couple having breakfast, guy talking on the phone

Você já deve ter ouvido várias vezes a frase “Quem ama, cuida”.

Mas será você não está exagerando no conceito de cuidar?

Vejo muitos relacionamentos que se desgastam pelo comportamento obsessivo de um pelo outro. 

Cuidar é diferente de perseguir ou desconfiar.

A não ser que você seja siamês, você não nasceu grudado com ninguém.

Eu gosto de observar a relação que tenho com meus amigos. Não é porque eles saem com outras pessoas, para compartilhar histórias e se divertir que eles deixaram de ser meus amigos.

É extremamente importante que um casal também tenha vida própria. 

Tem muitas coisas que seus amigos compartilham com você que não é do interesse do seu namorado.

Não parece absurdo alguém proibir o namorado(a) de ver os amigos sem que esteja presente?

Ou exigir que o namorado (a) permita que o outro veja o seu celular?

Além de ter conversas de cunho corporativo, sempre acontece de algum amigo ou familiar contar algo que não é para NINGUÉM MAIS saber.

A vida pessoal de cada um não é pública. Para ninguém. Nem seu namorado(a) ou marido(a).

Todo e qualquer relacionamento precisa ser construído na base da confiança. Seja ele de amizade, profissional, familiar ou amoroso. Se você é incapaz de tecer uma relação baseada nisso, vai viver paranoica, perturbada e sua vida vai virar um verdadeiro inferno.

robo

Para completar, ontem li uma matéria sobre um robô que foi programado para amar, mas acabou tendo um comportamento obsessivo.  

O que fazer quando você não consegue confiar na sua relação?

fight

1) Observe se a falta de confiança não começa em você. Muita vezes projetamos no outro nossos medos, por aquilo que falta em nós mesmos.

2) Se mesmo assim é impossível seguir em frente, porque uma voz lá dentro te diz que tem algo errado, siga sua intuição. Talvez essa relação não seja mesmo para você.

– Tá, mas e se você confiar demais e algo acontecer com você?

A vergonha é toda da pessoa que mentiu e nem um pouco sua. Ela só pode ser sua, se você permitir que ela pertença a você.

 

* Vocês concordam com os pontos acima? Compartilhe nos comentários.

 

escrito por
erica
Erica Hans tem 30 anos e quer que todo mundo seja feliz. Além disso, é sócia/diretora da Social Media St..
Veja Mais Posts sobre
12/11/2014

comentários
diga alguma coisa