I'm Sorry

Vale mais a pena brigar ou respirar fundo e manter a paz?

Ter cuidado com os detalhes é o que faz a diferença em qualquer relação, seja pessoal ou profissional. É aquele e-mail corporativo que você responde extremamente educado ao invés de ser frio e direto e torna o dia menos difícil.

Se você ler qualquer revista de moda ou decoração, lá vai estar a regra básica para “impressionar” em qualquer desses dois assuntos: atenção aos detalhes. A almofada com tecido diferente complementando o sofá, o “bonequinho” trazido de alguma viagem, a pulseira em cima do relógio, a bolsa com laço amarrado na alça…

“Os detalhes são a graça de qualquer produção. São eles quem fazem toda a diferença.”

O mesmo vale para relações entre pessoas. São segundos a mais que você vai tomar para incluir um “Olá Fulano, tudo bem? Será que você poderia por favor me lembrar de enviar o documento que eu havia pedido? Preciso muito dele para poder finalizar minha tarefa” ao invés de deixar a raiva tomar porque você já pediu 50 vezes e não recebeu. Uma respiração mais profunda na hora de responder o cliente exagerado também pode facilitar a sua relação profissional.

Com os amigos, apesar da intimidade, não podemos deixar de prestar atenção. Às vezes alguém está tendo um dia ruim ou um pouco mais sensível e pode se ofender com a menor das bobagens. Ao invés de pirar e rebater, explique o que você está sentindo. Um bom exemplo? Um amigo ficou com “frescura” por algo que você disse. Pergunte se ele está bem e precisa conversar, por normalmente não reagir dessa forma. Vai fazer toda a diferença.

Quando o assunto é família, as coisas ficam piores ainda. Por conta da mesma tal da intimidade, cruzar a linha do respeito é um escorregão facinho de dar. Não é porque sua mãe, irmã, pai e primos te perdoam e sempre vão estar lá por você que você pode tomar menos cuidado ao falar alguma coisa para eles.

devidos

A partir de hoje, preste mais atenção em cada pequeno detalhe e principalmente na forma como você fala com os outros, se comporta e reage quando te fazem algo que você não gosta. Paciência vale ouro. Precisamos um dos outros e vale mais a pena respirar fundo para contornar uma situação, tomar aquele cuidado na hora de responder algo que te irritou mas garantir que você e a outra pessoa poderão continuar vivendo em harmonia juntos do que ficar sozinho e achar que você está certo.

Como diria aquela frase – O que você prefere? Ter razão ou ser feliz?

Prefira a felicidade. E os detalhes podem te ajudar com que ela esteja com você sempre.

escrito por
erica
Erica Hans tem 30 anos e quer que todo mundo seja feliz. Além disso, é sócia/diretora da Social Media St..
Veja Mais Posts sobre
29/01/2015

couple having breakfast, guy talking on the phone

Você já deve ter ouvido várias vezes a frase “Quem ama, cuida”.

Mas será você não está exagerando no conceito de cuidar?

Vejo muitos relacionamentos que se desgastam pelo comportamento obsessivo de um pelo outro. 

Cuidar é diferente de perseguir ou desconfiar.

A não ser que você seja siamês, você não nasceu grudado com ninguém.

Eu gosto de observar a relação que tenho com meus amigos. Não é porque eles saem com outras pessoas, para compartilhar histórias e se divertir que eles deixaram de ser meus amigos.

É extremamente importante que um casal também tenha vida própria. 

Tem muitas coisas que seus amigos compartilham com você que não é do interesse do seu namorado.

Não parece absurdo alguém proibir o namorado(a) de ver os amigos sem que esteja presente?

Ou exigir que o namorado (a) permita que o outro veja o seu celular?

Além de ter conversas de cunho corporativo, sempre acontece de algum amigo ou familiar contar algo que não é para NINGUÉM MAIS saber.

A vida pessoal de cada um não é pública. Para ninguém. Nem seu namorado(a) ou marido(a).

Todo e qualquer relacionamento precisa ser construído na base da confiança. Seja ele de amizade, profissional, familiar ou amoroso. Se você é incapaz de tecer uma relação baseada nisso, vai viver paranoica, perturbada e sua vida vai virar um verdadeiro inferno.

robo

Para completar, ontem li uma matéria sobre um robô que foi programado para amar, mas acabou tendo um comportamento obsessivo.  

O que fazer quando você não consegue confiar na sua relação?

fight

1) Observe se a falta de confiança não começa em você. Muita vezes projetamos no outro nossos medos, por aquilo que falta em nós mesmos.

2) Se mesmo assim é impossível seguir em frente, porque uma voz lá dentro te diz que tem algo errado, siga sua intuição. Talvez essa relação não seja mesmo para você.

– Tá, mas e se você confiar demais e algo acontecer com você?

A vergonha é toda da pessoa que mentiu e nem um pouco sua. Ela só pode ser sua, se você permitir que ela pertença a você.

 

* Vocês concordam com os pontos acima? Compartilhe nos comentários.

 

escrito por
erica
Erica Hans tem 30 anos e quer que todo mundo seja feliz. Além disso, é sócia/diretora da Social Media St..
Veja Mais Posts sobre
12/11/2014

briga de casal, como fazer as pazes

Quando duas pessoas brigam, geralmente elas estão tentando resolver uma coisa que as incomoda.

Brigar tem dois significados no dicionário: atacar, combater, competir, disputar,  rivalizar ou – o que eu gosto bem mais – lutar, guerrear.

Quando você briga com alguém, seja um amigo, família, namorado, você tem que escolher de que lado você está.

Você quer atacar, atingir a pessoa ou lutar pela relação de vocês? 

Isso faz toda a diferença. Se você quer atacar, você não vai medir o tom de voz, as palavras, muito menos quer que a brigue acabe. A ideia é apenas falar e falar e cuspir qualquer coisa que faça a pessoa se sentir pior e você melhor (se é que alguém consegue se sentir melhor deixando outra pessoa pior).

briga de travesseiro, casal

Agora, se você quer lutar pela relação de vocês, você tem que ficar atento a várias coisas. Entre elas:

1.  Jamais grite ou fale alto demais. Converse em tom de voz normal. Não seja áspero nem imperativo.

briga de casal, pazes

2. Não use palavras negativas muito menos palavrões. Mandar “ficar quieto” ou “calar a boca” e palavrões só vão piorar a situação. Quando a pessoa te interrompar, diga: “me escute um pouco, por favor”.

3. Peça e ofereça empatia. Diga para a pessoa prestar atenção e  que você vai explicar qual foi o motivo de você ter tomado tal atitude ou ficado bravo com a atitude dela, assim ela se põe no seu lugar e consegue entender o porquê aconteceu o que aconteceu. Mas esteja de coração aberto pro outro.

4. Na sequência, peça pra pessoa fazer o mesmo, assim vocês conseguem analisar o porquê cada um agiu de um jeito.

5. Saiba a olhar a situação de fora. Coloque-se fora da briga e imagine que você está ouvindo as duas histórias, deixando o ego, a raiva e principalmente o orgulho de lado.

6. Perdoe e valorize o esforço do outro. Todo mundo erra. Muita gente  não tem coragem de se desculpar. Quando alguém está se esforçando pra que as coisas fiquem bem com você, você deve valorizar isso.

 

fazer as pazes, amor eterno, briga de casal

Quem quer fazer as pazes, foca no amor.

Quem quer viver em guerra, foca no orgulho.

 De que lado você quer ficar?

Beijos,

Érica Hans

Você vai gostar desse post se estiver procurando por:
– como faze as pazes com o namorado, a namorada, um amigo, o marido, a esposa
– como ser perdoado
– como conseguir perdão
– briga de casal

Curtiu? Então curte  ;)

curta

escrito por
erica
Erica Hans tem 30 anos e quer que todo mundo seja feliz. Além disso, é sócia/diretora da Social Media St..
Veja Mais Posts sobre
25/02/2014